.

Acompanhe nossas aulas em vídeo. Entenda o seu direito na prática. veja todas

Encontro 3 – Dano material e dano moral
Entenda a diferença entre dano material e moral em linguagem simples.
Encontro 4 – Danos em acidente de veículos

Conheça os requisitos para ingressar com uma ação de reparação de danos.
Encontro 5 – União estável

Conheça as características e requisitos da ação que busca reconhecer a união estável.
Encontro 6 – Investigação de paternidade

Conheça os fundamentos e objetivos da investigação. Quem pode propor, prazos etc.

.

Inscreva-se no canal youtube

Adjudicação Compulsória

.

1. CABIMENTO: adquirente de terreno comprado a prestação, por meio de instrumento particular (compromissário comprador), já tendo efetuado o pagamento integral, se vê diante da recusa do compromitente vendedor a outorgar escritura definitiva. Por meio desta ação obriga-o a cumprir a obrigação no prazo de cinco dias, sob pena de ser o lote adjudicado judicialmente ao adquirente.

1.1. IMPORTANTE: APLICA-SE O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR AOS CONTRATOS DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS MEDIANTE PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES POSTERIORES À SUA VIGÊNCIA.

2. INDIVIDUALIZAÇÃO DO IMÓVEL ADQUIRIDO – CONDIÇÃO DA AÇÃO – POSIÇÃO DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA:

constitui uma das condições específicas da ação de adjudicação compulsória a individualização do imóvel objeto do pedido. Sem esse requisito, torna-se inexequível a sentença judicial que venha a deferi-lo (v. RSTJ 90/249).

3. ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA E A QUESTÃO DO COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA NÃO REGISTRADO –POSIÇÃO DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA: o direito à adjudicação compulsória não se condiciona ao registro do

Compromisso de compra   e venda   no   Registro   de   Imóveis   (v.   RT 760/227),

4. DEFESAS DO RÉU – FALTA DE PAGAMENTO PONTUAL DAS PRESTAÇÕES E DIREITO DE ARREPENDIMENTO – REGRAS FIXADAS PELA JURISPRUDÊNCIA:

a)    ainda que se trate de compromisso  de compra  e venda  não registrado,  o  promitente vendedor somente  podará  arrepender-se quando houver cláusula inserida no contrato prevendo essa faculdade (v. STJ, RSTJ 87/260);

b) pago todo o preço, já não se admite mais o arrependimento por parte do compromitente vendedor;

c)    nem mesmo  a falta de  registro do compromisso  de compra  e venda faz dispensável prévia notificação ou interpelação do devedor que deixou de pagar pontualmente as prestações devidas, em quo deve ser mencionado o valor do óbito com necessária clareza (v. RT 737/195 e 736/175).

[/row]
  • Quer ler um texto técnico sobre adjudicação compulsória – clique aqui.
  • Deseja um modelo de ação de adjudicação compulsória – clique aqui

Consulta jurídica

.

Consulta jurídica: A orientação jurídica é fundamental para o sucesso da sua empresa ou de suas decisões pessoais. Uma orientação adequabra abre horizonte e paradigmas para um caminho seguro. Consulte-nos sobre o seu caso concreto. Nossa equipe de especialistas irá lhe orientar de maneira que você tome a melhor decisão. Não raro realizamos certos atos que nos arrependemos, seja porque não sabíamos seja porque acreditávamos que estava fazendo ou a coisa certa ou ainda pelo simples fato de não ter visualizado outros caminhos.

Consulta jurídica

Formulário de consulta jurídica online



.

Contate-nos

Garcia Advocacia é um escritório jurídico com atuação no triângulo mineiro. Contamos com uma equipe estudiosa, disciplinada e ética, ancorada, sobretudo, na qualificação profissional.

GARCIA ADVOCACIA – Advogados associados
Av. Floriano Peixoto, 615 – 1º andar – sobreloja
Loja comercial – salas 101 e 102 – Uberlândia/MG
Telefone Fixo: (34) 3255-5060 – (34) 9.9877-7080
E-mail: garcia@garciaadvocacia.com.br

Formulário de contato




Fale no WhatsApp